domingo, 6 de Maio de 2012

Uma bela festa

Ontem, foi uma bela festa. A Liga está de parabéns. O Vítor Pereira, o dos árbitros, deu uma boa prenda. Uma prenda de encher o olho a qualquer um. Mesmo merecida, não tem aspecto de ter sido nada barata.

Os dois primeiros amarelos aos jogadores do Sporting foram ridículos. Mas o Pedro Proença tinha mostrado o primeiro a um jogador do Porto e era preciso compensar rapidamente. A ânsia era tanta de agradar que, quando o público reclamou um penalty, atrapalhou-se e deu logo por acabada a primeira parte antes de se concluírem os quarenta e cinco minutos.

No intervalo, a Sportv, querendo participar na festa também, deu umas quatrocentas e quarenta e três vezes a repetição do lance do pretenso penalty. A certa altura fiquei tão zonzo que comecei a pensar que o Onyewu irritado com aquilo tudo ainda acabasse, numa das repetições, por meter a mão à bola, mais que não fosse para que a realização o deixasse em paz.

A festa na segunda parte melhorou e muito. Acabou muito bem. Acabou com o Porto a jogar contra oito (depois da expulsão dos centrais, o Pereirinha lesionou-se). Se nos tivessem dito que a festa era para ser assim, tínhamos feito como o Leiria. Levávamos os jogadores estritamente necessários para que a festa se realizasse. Evitava-se uma série de maçadas ao árbitro e poupava-se nas deslocações.

Gostei da forma esfusiante como o Vítor Pereira, o que se senta no banco, festejou a vitória. Notava-se que estava contente consigo próprio. Era como se dissesse para os seus botões: “se não fossem as minhas substituições o jogo não desatava”.   

1 comentário:

  1. Caro Rui
    Como dizia o Chico Buarque «foi bonita a festa, pá». Não sei se foi cara ou se conseguiram descontos para clientes habituais. A do Braga foi mais baratinha e teve como principal animador o simpático guarda-redes adversário.
    Não desanimemos, ainda havemos de ter a nossa festa tal como cantava o Chico lá mais para o fim da mesma letra...

    «Já murcharam tua festa, pá
    Mas certamente
    Esqueceram uma semente
    Nalgum canto do jardim»

    SL

    ResponderEliminar