terça-feira, 23 de Agosto de 2011

Aproveitar o boicote com inteligência

Há coisas que estão escritas nas estrelas. Esta “guerra” dos árbitros contra o Sporting era uma delas. Agora a inteligência não abunda. O Sporting tem que saber aproveitar a falta dela.

Pelos vistos, os árbitros, reunidos com a APAF e o Presidente da Comissão de Arbitragem da Liga (Vítor Pereira), decidiram continuar a boicotar os jogos do Sporting. Isto é, um órgão da Liga decidiu (sem qualquer suporte normativo) boicotar os jogos de um dos seus associados e participante devidamente inscrito no campeonato, assumindo-se como parte de um conflito. Em vez de pugnar pelo cumprimento da legalidade, um órgão da Liga, pelo seu máximo representante, propõe explicitamente o seu não cumprimento. Não há nenhum regulamento que permita aos árbitros boicotar jogos nestes termos.

A Liga, através da sua Comissão de Arbitragem, e os árbitros colocaram-se numa situação insustentável. O tempo corre contra eles e a favor do Sporting. Nestas alturas é preciso nervos de aço. Se até agora o Sporting não deu nenhuma razão para este boicote, a partir de agora terá que ter mais cuidados ainda para não validar “a posteriori” esse boicote. Por isso, é necessário poucas palavras, muita contenção e firmeza de posições.

Nesta altura o Sporting não tem nada a perder. Se a arbitragem for como a do jogo de ontem, fica cada vez mais claro que os árbitros da Liga não são mais competentes que os dos regionais. Se as coisas correrem mal e esses árbitros se revelarem incompetentes, o Sporting pode sempre acusar os árbitros envolvidos no boicote de, ao não comparecerem aos jogos, estarem a desvirtuar a verdade desportiva e os resultados do campeonato.

Os árbitros vão tentar ganhar tempo, por um lado, e arrastar o Sporting para outra “guerra”, por outro. Como sempre, irão, como na últimas duas jornadas, beneficiar o Benfica e o Porto. Durante algum tempo, essa estratégia deixará o Sporting isolado (ainda mais se não obtiver resultados desportivos). Mais, o Sporting terá tendência a criticar essas arbitragens. Se o fizer, essa “guerra” deixará de ser com os árbitros e passará a ser com o Benfica ou o Porto. É isso que os árbitros querem. Nessa altura, tudo se confunde e o Sporting passará a estar sob o fogo cruzado de vários inimigos. Aliás, que ninguém se iluda, isto não tem só que ver com os árbitros. Há muitos jogos de sombras, e os mais espertos, como o José Manuel Delgado (hoje n’”A Bola”), já perceberam isso.

Só que essa estratégia dos árbitros também não pode durar muito tempo. Só um dos adversários é que pode ganhar o campeonato e, mais tarde ou mais cedo, quando se começarem a definir posições, os conflitos entre eles irão aparecer. O Porto – Benfica é já na sexta jornada. Se o Sporting se mantiver neutral, um deles vai-nos acabar por “cair na sopa”. Nessa altura, as coisas vão ficar muito mais complicadas para os árbitros.

É verdade que ao jogar com o tempo o Sporting corre muitos riscos de hipotecar o campeonato. Só que, enquanto este estado de coisas continuar, estará sempre hipotecado época atrás de época.

11 comentários:

  1. Ao Excelentíssimo Senhor Presidente
    Da Comissão de Arbitragem da Liga,
    Nos dirigimos humildemente
    Para que, de forma urgente,
    Se resolva questão antiga.

    Não queremos causar ofensa,
    Nem aumentar mais a pressão,
    Mas não nos serve o Proença,
    O Olegário Benquerença,
    Nem tampouco o Paixão.

    O Soares Dias é artista,
    Tal como o Duarte Gomes.
    Quanto ao Lucílio Baptista,
    Já o riscámos da lista
    E não sobram muitos nomes.

    Não podendo curar a cegueira,
    Nem outros problemas de vista,
    Que provocam tanta asneira,
    Seja ao João Ferreira
    Ou, então, ao Carlos Xistra;

    Pedimos-lhe que anote:
    Não queremos ladrões e afins.
    Por isso dê o mote,
    Decrete lá o boicote.
    E venha o Idalécio Martins!

    [já está criada a petição: http://www.peticaopublica.com/?pi=scp1 ]

    ResponderEliminar
  2. Bom dia!

    Epa não podia deixar de vir aqui comentar os últimos desenvolvimentos no caso do Sporting vs APAV...ups desculpem APAF. O erro é admissível visto que não me lembro de ver tamanha vitimização (nem sei se existe) por parte dos árbitros nos últimos 30 anos.

    Aproveito para lançar um repto. Todo e qualquer leitor deste blog, que esteja sujeito a avaliação no seu local de trabalho, a tomar uma entre duas soluções:

    1º - Sempre que forem criticados pelo vosso desempenho JUSTAMENTE amuem, montem o burrinho e enquanto o vil criticador não se retratar não trabalhem mais para tal prevaricador. Nota: Atenção a quem emite a critica, não vá a pessoa conhecer alguém influente.

    2º - Outra solução e é a que eu vivamente recomendo. Estaríamos todos a prestar um serviço publico se cada um de nós cada vez que encontrasse um destes bois de preto na rua aproveitava para enfiar duas cabeçadas, 3 pontapés e vá dois carolos à antiga. Não sou de violências mas garanto que é o que eu irei fazer se encontrar algum. Nota: Depois basta-me dizer ao Correio da Manha que sou adepto do Benfica.

    Agora mais a sério, não vai ser o mau futebol, nem em Dezembro já estar fora do titulo, vender o Rinaudo a um qualquer Génova a custo zero em Janeiro, etc., que me irá afastar de Alvalade.
    Agora retratem-se perante os árbitros e garanto que este ano não coloco mais os pés. É a minha forma de protesto.

    ResponderEliminar
  3. Quim Berto...retratarem-se?!?!?!?! Isso nem me passa pela cabeça!!! Mas há algum motivo para o Sporting se retratar?! E agora como é dito neste post : Temos que ser inteligentes!!!!

    ResponderEliminar
  4. E se os clubes portugueses também numa atitude de solidariedade e coorporativismo se recusassem jogar nos jogos das ligas profissionais enquanto não houvesse arbitros estranjeiros, ou então que as APAF's, Conselho de Arbitragem da Liga não se retratassem publicamente por tratarem o Sporting e a verdade desportiva de forma vergonhosa?

    ResponderEliminar
  5. Maria se calhar expliquei mal! É uma vergonha se nos retratarmos do quer que seja!

    ResponderEliminar
  6. Quim Berto : Não te explicaste mal. Eu é que não quero pensar que a alguém no Sporting lhe passe isso pela cabeça. É que como diz na crónica do Sporting Apoio : " Levar no focinho sim, criticas é que não." E nós como sócios e simpatizantes do Sporting só temos que estar unidos contra esta gentalha!

    ResponderEliminar
  7. Olha, parece que a direcção do clube está finalmente a representar todos os adeptos: não têm disponibilidade para falar com a APAV.

    O caminho é este.

    Não nos lixam mais!

    Os árbitros que enfiem no cú a solidariedade corporativista na defesa de um dos seus, porque não houve nenhuma tomada de posição quando surgiram alguns dos seus indiciados de corrupção a ir a tribunal. Não houve voz quando apareceram casos escandalosos, retratados em escutas, que legalmente não têm valor, mas que moralmente, contam muito. Nesse preciso momento, não se ofenderam?
    Não houve justificações nenhumas em casos de erros de arbitragem decididos quase sempre a favor dos mesmos.
    Não ficaram ofendidos quando o Porto ou o Benfica realizaram conferências de imprensa que nesse momento não consideraram que significassem pressionar os árbitros, nem se indignaram quando levaram exposições ao Ministro em DVD's com erros do árbitro.

    Eles acham que o Sporting é o parente pobre dos 3 grandes Portugueses. Pensam que os Sportinguistas são uma espécie em vias de extinção, que podem usar com objectivos obscuros e agendas ocultas.

    Não fazem ideia com quem se meteram!

    Força, Sporting!

    ResponderEliminar
  8. Nem mais Valdemar!

    Uma coisa temos que agradecer a essa corja. Conseguiram que nos uníssemos. Tenho a ligeira impressão que se vão arrepender tanto, mas tanto do que decidiram fazer!

    ResponderEliminar
  9. Já era tempo de a canalha saber com quem se mete!

    Excelente post e excelentes comentários, que subscrevo na generalidade, pelo que me dispenso de acrescentar algo mais.

    Cumprimentos.

    Carlos Serra

    ResponderEliminar
  10. Caros leitores,

    Esta história dos árbitros é repetida. Só que desta vez precipitaram-se. Como o cão do Pavlov, começaram a salivar logo que tocou a sineta sem antes averiguarem se o naco de carne já estava lá.

    Estão num buraco e não sabem como sair de lá. Se avançam mais, mais se enterram. Se recuam, desautorizam-se. Assim, vão andando aos avanços e às arrecuas. Dizem que vão boicotar os jogos, mas asseguram que vão aparecer ao próximo. Consideram que o sporting se deve retratar, msa no momento seguinte querem negociações com o sporting para se encontrar uma solução.

    O Sporting só tem que fazer o que tem feito. Estar quieto e calado e, sobretudo, não os ajudar a sair do buraco onde se meteram. Espero que não venham vozes dissonantes de "chico-espertos" como o Duque.

    SL

    ResponderEliminar